GUSTAVO ADOLPHO VOGEL NETO
CADEIRA 4
GUSTAVO ADOLPHO VOGEL NETO

Bacharelou-se em Direito, no ano de 1964, pela Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara, hoje Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Cursou Mestrado e Doutorado na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Exerce a advocacia desde 1965 (inscrito na OAB-RJ sob o n° 13.548), tendo atuado como jornalista (repórter e redator), nos periódicos O Dia e A Notícia (inscrito na OJB-RJ sob o n° 0195). É, também, Profissional de Relações Públicas, com habilitação atribuída pelo respectivo Conselho em 1981 (inscrito no CONRERP-1ª Região sob o n° 1.888). Ao limiar de sua carreira como advogado, trabalhou nos Escritórios de Advocacia do Prof. Célio Borja (depois Ministro do STF, Presidente do TSE e Ministro da Justiça) e do Prof. Carlos Fernando Terra (eminente processualista, da Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense). Atuou, com vínculo de emprego, nas áreas contenciosa e consultiva: da Companhia Ultragaz S/A, da Companhia Internacional de Engenharia e de FURNAS – Centrais Elétricas S.A. Nesta última, onde permaneceu por mais de duas décadas, exerceu funções ligadas ao Direito do Trabalho e ao Direito Previdenciário, tendo sido Chefe de Divisão, Chefe de Departamento e Superintendente. Iniciou as atividades de professor ministrando aulas de Legislação Trabalhista no Serviço Nacional do Comércio (SENAC), a partir de 1972. Em seguida, ingressou, por concurso, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), atuando em diversas unidades daquela instituição: na Faculdade de Direito foi professor de Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho, Introdução ao Estudo do Direito,  Filosofia do Direito e Prática Forense; na Faculdade de Administração e Ciências Contábeis lecionou as disciplinas Direito e Legislação Social e Instituições de Direito; e no Instituto de Economia ministrou aulas de Direito do Trabalho. Na Faculdade de Direito da UFRJ, desempenhou as atribuições de Coordenador Substituto e Orientador da Área Trabalhista do Núcleo de Estágio Forense. Foi professor de Direito Coletivo do Trabalho do Curso de Pós-Graduação em Direito Empresarial, da Escola de Pós-Graduação em Economia da Fundação Getúlio Vargas, tendo organizado, na mesma entidade, o Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho. Na condição de professor efetivo da Faculdade de Direito da Universidade Estácio de Sá, vem lecionando, desde 1997, as matérias Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho e Monografia Jurídica. Na aludida Faculdade, integrou, durante extenso período, a Comissão de Apoio Acadêmico da Coordenação Geral do Curso de Direito, sendo responsável pela Área de Direito Material e Processual do Trabalho. Publicou estudos jurídicos em diversas revistas, como: Revista Jurídica da Presidência da República (editada pela Subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República), LTR – Legislação do Trabalho, LTR – Suplemento Trabalhista, Revista Genesis, Orientador Trabalhista – Suplemento de Legislação, Jurisprudência e Doutrina, Repertório de Jurisprudência IOB, Tendências do Trabalho, Tribuna do Advogado (publicação da OAB-RJ), SDI – Jurisprudência Uniformizadora do TST (Ed. Decisório Trabalhista), Revista de Direito Imobiliário (Ed. Forense), etc. Publicou, também, artigos em diversos jornais, como Globo, O Dia e Jornal do Commercio, tendo concedido a este último vinte e uma entrevistas, que foram publicadas na Seção Direito & Justiça daquele noticioso. Participou do Conselho Editorial de várias revistas, entre elas: Quinzena Trabalhista, Mensageiro Jurídico e Dissertar (revista de divulgação científica da Universidade Estácio de Sá). Coordenou a elaboração do livro Curso de Direito do Trabalho (Rio de Janeiro: GZ Editora, 2009, 963 p.), em homenagem ao Prof. Arion Sayão Romita. Prefaciou diversas obras na área do Direito Laboral, como o ensaio intitulado: Trabalho Infantil – As diversas faces de uma realidade (Claudia Peçanha Corrêa e Raquel Salinas Gomes. Rio de Janeiro: Viana & Mosley, 2003, 141 p.). Realizou estágio em várias empresas no Brasil e no exterior (Bélgica, Suíça, Alemanha, Itália e França), para estudo teórico e prático de questões atinentes às relações de trabalho. Atualmente, é membro efetivo: da Academia Nacional de Direito do Trabalho, ocupando a Cadeira n° 4, que tem como Patrono o Ministro Raphael de Barros Monteiro; do Instituto dos Advogados Brasileiros; do Instituto Brasileiro de Direito Social Cesarino Júnior; e do Instituto Brasileiro de Direito Desportivo. Na Academia Nacional de Direito do Trabalho exerce as funções de Diretor de Divulgação e Revista. Desde o início de sua atividade na advocacia e no magistério, vem atuando, seguidamente, como palestrante e debatedor, em cursos, seminários e congressos, tendo sido agraciado com diversas medalhas e condecorações, e homenageado inúmeras vezes como patrono, paraninfo, decano, etc. pelo corpo discente das instituições onde leciona.

BIBLIOTECA
24/12/1981
A FUTURA ACADEMIA PAULISTA DE DIREITO DO TRABALHO: AOS ILUSTRES JUSLABORALISTAS DE SÃO PAULO
GUSTAVO ADOLPHO VOGEL NETO

Artigo recuperado pelo Acadêmico Gustavo Adolpho Vogel Neto, que foi publicado pelo Jornal DCI, em São Paulo, em 1981. Nele Custódio Bouças incentiva a criação de uma Academia Paulista de Direito do Trabalho.

02/01/2007
STUDIUM AC LABOR
GUSTAVO ADOLPHO VOGEL NETO

Artigo "Studium ac labor" publicado na Revista da Academia Nacional de Direito do Trabalho, nº 15, ano XV, 2007, p. 169-172.

26/05/2009
CUSTÓDIO BOUÇAS, O POETA
GUSTAVO ADOLPHO VOGEL NETO

Neste texto há a análise da vida e da obra de Joaquim Custódio de Azevedo Bouças, a quem o autor do texto, Gustavo Vogel, chama de 'jurispoeta', porquanto jurista e poeta, fundador da Academia.

01/03/2011
LEGISLAÇÃO MATERIAL DO TRABALHO: A NECESSÁRIA REFORMA
GUSTAVO ADOLPHO VOGEL NETO

"Legislação material do trabalho: a necessária reforma" publicado no Boletim da Academia Nacional de Direito do Trabalho, nº 03, mar. 2011, p. 13-15.

22/11/2011
75 ANOS DA LTR: A REALIZAÇÃO DE UM SONHO SONHADO
GUSTAVO ADOLPHO VOGEL NETO

Texto em homenagem aos 75 anos da LTr

© Copyright 2015, Todos os direitos reservados.